Um derviche

Um derviche foi a uma quitanda e pediu alguma coisa. O quitandeiro disse:
-Nada tenho agora.
O derviche foi embora.
Perguntei ao quitandeiro:
-Por que não lhe deste alguma coisa?
Ele respondeu:
-Não estava destinado por Alláh que recebesse alguma coisa.
Eu disse:
-Alláh o destinou, mas você não permitiu que acontecesse. Se tivesses posto tua mão na caixa e a caixa te houvesse agarrado ou a tivesse machucado, de maneira que não pudesses colher o que procuravas, então dirias que Alláh não o queria.

Shams de Tabriz